cuore busy nest

cuore busy nest : . "A ciência nada tem a ver com o inefável: ela tem de falar a vida se quiser transformá-la"Roland Barthes, 1958 (ed. 1997 : 183) : . "Os Céus Dispensam Luz e Influência sobre este mundo baixo, que reflecte os Raios Benditos, ainda que não Os possa recompensar. Assim, pode o homem regressar a Deus, mas não pode retribuir-Lhe" Coleridge (maiúsculas acrescentadas :)

main images source :) we heart it ©

quinta-feira, fevereiro 07, 2008

Women Non Emancipation I I : : Virou invejoso-compulsiva?


Picture: unknown authorship

IAM: Vaca Galo, por acaso virou invejoso-compulsiva? Olhe que a Carla Bruni, que nasceu em Itália, mas foi criada em França e na Suíça, já tinha uma carreira estruturada e bem multifacetada, antes de conhecer Sarkosy - foi uma top-model famosíssima e cantora com dotes vocais reconhecidos pela crítica (esta da crítica está boa, não está? É daquele tipo de argumentos que cala um luso e tanso (muito afoito ao fascínio pela auctoritas, auctoritatis), mas que quase nada significa!)
Está bem, a sua carreira agora sofrerá um grande impulso, mas se tem talento por que não aproveitar a projecção? Quando não existe talento algum por parte da projectada, aí sim, é um desplante e um embaraço (principalmente para a visada), mas cada qual sabe de si e nem o Cosmos quer saber de todos nesse departamento!
Olhe, numa sociedade de consumo como a nossa, não há nada mais in que converter a half-face em trampolim!

3 comentários:

Ermelindo disse...

venho continuar aqui a nossa discussão amigável dos lusos e, em tom de brincadeira, o continuo mau uso que dá á sinedoque, quando se refere aos LUSOS como tansos.
e aqui despejo mais uma pequena coisa , e continuando em tom de brincadeira:
sabe melhor que eu que é o nome prestigiado da literatura portuguesa que usa também e tão bem esse recurso estilístico, LUIS VAZ DE CAMÕES, e imagine se ele em vez de cantar "que, da ocidental praia lusitana" cantasse "que da ocidental tansa lusitana".
o que seriam os LUSÍADAS...

Isabel Metello disse...

VG: Ó M Lindo,
Seriam os Lusotansíadas, tamém não ficaria mal, até bem pelo contário. Sabe, não diga nada à Belita, aquela monáquico-compulsiva, senão ela extai-me uma das minhas potuberâncias cóneas com um alicate, ma na minha hipé-mega-petulante opinião, D. Afonso Temeliques tava com uma depessão pofunda quando lutou conta D. Tessy. Cheira-me que não deve tê tomado o ansio do lítico e depois foi o que se viu-lixou o futuro desta nação.
Os meus pimitos podiam, agora, tombá rápida e dignamente nas touradas de móte à espanhola e não pela totura lenta na paça; e as suínicas quiaturas já não seriam motas swiny-toddescamente, não incomodando, assim, Sua Leviandade Exalo- Mecânica. Par autre façon, hoje, em vez de sêmos os figurantes, seríamos um dos potagonistas. D. Temeliques não tava bem, não.

Ermelindo disse...

já passou algum tempo, mas nunca é tarde.
então diz que a formação deste país que deu o exemplo da descoberta do desconhecido, que inspirou os Estados Unidos a mandar um foguetão e pôr um homem na lua, (já que os espanhois que inspiraram os soviéticos a falhar) não passou de uma depressão de um homem?
mais uma frase bombástica: Aquele sangue e suor que os fundadores desta nação derramaram, não passou de uma depressão de um homem?
e agora a revelação: está a dizer que a nação que chegou a todos os continentes e em que quase o sol não se punha, não passou de um depressão de um homem?
(aproveite e veja o meu post dedicado ao meu ministro favorito)
http://demalindo.blogspot.com/

espero resposta
ermelindo